Yanis Varoufakis | yanisvaroufakis@diem25.org | DiEM25

Há quase dois anos juntámo-nos com o logo DiEM25 para desafiar políticas antigas, para quebrar com o TINA (“There Is No Alternative”) a um nível pan-Europeu, para tornar a democratização da UE um projeto radical, realista e uno.

2017 foi um ano terrível para a democracia na Europa. Mas foi um ano espetacular para o DiEM25:

  • Reunimos milhares de pessoas em cidades como Amesterdão, Bruxelas, Berlim, Dublin, Belfast, Hamburgo e Londres e fizemos um tour na Grécia e Itália para provar que Há uma Alternativa; e Uma outra Europa já está aqui!
  • Nutrimos os nossos ativistas. Agora existem 70,000 DiEMers em quase todos os países do mundo!
  • Lançámos e puxámos campanhas específicas para expôr alguns dos piores abusos do sistema instalado – e iniciamos um processo contra o Banco Central Europeu para os forçar a publicar os #TheGreekFiles
  • Lançámos o nosso European New Dealas nossas propostasconcretas a nível de políticas sociais e económicas no qual participaram todos os DiEMers e vários especialistas pelo mundo fora.
  • Influenciámos eleições com a nossa intervenção como na Alemanha, França e Reino Unido e apoiámos candidatos de partidos na Catalunha, Zagreb, Dinamarca ou Polónia.
  • Demos as boas vindas a líderes progressistas no nosso movimento, como a Naomi Klein e Richard Sennett
  • Iniciámos o processo de levar o European New Deal às urnas perto de todos os Europeus no teatro Volksbuehne Theatre, em Berlin
  • Começámos a eleger o nosso Coletivo Coordenador
  • Apresentámos o Verdadeiro estado da União em Bruxelas no teatro Bozar .
  • Iniciámos os esforços para viabilizar “Não apenas outro partido político”
  • Elegemos os nossos primeiros Coletivos Nacionais (CNs), e levámos a novos níveis as nossas ambições numa democracia transnacional de bases – com todos os membros (independentemente da nacionalidade) a votar em coletivos nacionais diferentes.

E fizemos isto trabalhando com os nossos corações, apenas apoiados por ti, pelos nossos membros

2018 será outro ano difícil para a democracia europeia.

Portanto, vamos fazer 2018 o ano do DiEM, vamos trabalhar empenhadamente para:

  • Estabelecer a nossa vertente eleitoral como uma força política significativa a nível transnacional por toda a Europa de forma a preparar para as eleições do Parlamento Europeu em Maio de 2019.
  • Aprofundar a democracia no nosso movimento.
  • Tornar o DiEM25 no primeiro movimento que usa o processo eleitoral para mudar a Europa – não permitindo que o processo eleitoral ( e a típica forma antiga de fazer política) nos mude a nós.

Em suma, precisamos de construir uma máquina política que fará com que os eleitores em 2019 se ergam. E temos de fazer isso enquanto mantemos essa “máquina” subordinada ao nosso movimento; de acordo com a nossa decisão coletiva de que o DiEM25 não se tornou um partido político, mas, em vez disso, criou vertentes políticas / eleitorais para usar as eleições como uma das ferramentas para trazer mudanças em toda a Europa.

PRÓXIMOS PASSOS

Este mês (Dezembro de 2017), fizémos um segundo passo decisivo: após a decisão de novembro de 2017 de estabelecer a nossa ala eleitoral (o … “Não apenas outro partido político”): Elegemos quatro Coletivos Nacionais (CNs) por votação de todos os membros . Ao fazê-lo, abrimos novos caminhos internacionais:

Foi a primeira vez que os órgãos nacionais de um movimento político foram eleitos por europeus em todo o continente.

Então, agora podemos proclamar com orgulho: Outra Europa, uma Europa transnacional, internacionalista, viva e respirante já está aqui! Dentro de DiEM25!

Isto significa que devemos celebrá-lo. Os próximos feriados e as celebrações do Ano Novo são uma excelente oportunidade para celebrar isto, ao mesmo tempo em que refletimos sobre as PRÓXIMAS ETAPAS que devemos tomar, uma vez que as celebrações tenham terminado:

Não nos esqueçamos que a nossa tarefa em 2018 é a de construir a nossa ala eleitoral, sem negligenciar DiEM25 – o movimento mais amplo.

Aqui estão algumas ideias sobre como proceder nesse sentido – as mesmas aguardam a tua participação:

1. Nome da vertente eleitoral (ais)

  1. Nomes específicos em cada país:

A ideia é que nossa ala eleitoral em cada país tenha um nome na sua (s) língua (s) nacional (ais) com DiEM25 como o “apelido” afirmado. Por exemplo. XXXXXXX-DiEM25. CNs, DSCs, membros em geral devem propor nomes (a parte XXXXXXX em falta) para as nossas alas eleitorais em tantos países quanto seja viável nesta fase inicial.

  1. Nome da lista do Partido Transnational:

De acordo com a nossa recente decisão coletiva (de criar “ não apenas outro – partido transnacional), os CNPs (e em breve os CNs) e até alguns membros e DSCs, já estão a conversar com atores políticos que poderão vir juntar-se às nossas eleições do Parlamento Europeu de maio de 2019. Por outras palavras, a ala eleitoral do DiEM25 criará alianças nesses países com partidos, movimentos e personalidades que não fazem parte do DiEM25. Nesse sentido, a Lista do Partido Transnacional que o DiEM25 está a estabelecer precisará ter um nome distinto (com o DiEM25 apresentado de forma proeminente) para chamar a atenção para o facto de que outros atores além do DiEM25 fazem parte do mesmo. Uma solução simples, em termos do nome, seria concordar com todos os atores políticos participantes com um nome-tipo YYYYYYY-DiEM25, onde YYYYYY está sujeito à negociação entre DiEM25 e todos os outros atores políticos. No entanto, antes que o CC comece essas negociações, é importante que os membros da DiEM25 apresentem propostas para YYYYYY

Enviem-nos as vossas propostas para ambos os nomes (nacional e transnacional) até ao dia 5 de Janeiro. Enviem as sugestões preenchendo o seguinte formulário: https://goo.gl/forms/3HLnextYN602VR6c2 . O CC irá depois negociar em nome do DiEM25’s com os atores políticos e por último formular uma proposta para todos os membros votarem nela.

2. Governança da nossa vertente(s) eleitoral (ais)

Encontrar nomes para as nossas vertentes eleitorais é apenas o início. O estabelecimento de regras e convenções para as suas operações na Europa é uma tarefa mais difícil. Aqui estão alguns pensamentos que precisam de feedback:

Ao votar a favor de “Não apenas outro partido político”, comprometemos-nos a preservar o DiEM25 como movimento e rejeitamos a ideia de que o DiEM25 se tornaria um partido. Em vez disso, o DiEM25 criaria uma ala eleitoral como um dos instrumentos do movimento. Assim, comprometemo-nos também a tornar a participação dos membros da DiEM25 na ala política absolutamente voluntária. Essas decisões têm importantes repercussões em relação à governança da ala eleitoral.

Por exemplo, as nossas decisões significam que o partido a nível nacional / uma ala eleitoral específica para cada país não poderá dominar as instituições existentes do DiEM25 nesse país (por exemplo, grupos locais, coletivos nacionais) nem poderá afastar-se do movimento DiEM25 adotando políticas e convenções estranhas ao mesmo. Para este propósito, aqui está uma ideia sobre a governança do partido / ala eleitoral específica do país:

  1. Todos os que se juntem ao partido / vertente eleitoral tornam-se automaticamente membros da DiEM25 (Nota: Isto exclui membros de outros movimentos políticos / partidos que formam alianças eleitorais connosco). No entanto, o contrário não será válido: qualquer pessoa que se junte ao DiEM25 nalgum país que tenha um partido / vertente eleitoral específica do país pode escolher fazer ‘opt-in’ como membro desse partido – e é livre de não o fazer.
  2. A comissão diretiva do partido / ala eleitoral poderá ser selecionada da seguinte forma: (a) Membros do Coletivo Nacional; (b) Membros selecionados pelo Coletivo Coordenador; (c) Membros que são selecionados por sorteio (como o Conselho de Validação); (d) Membros eleitos de entre os membros existentes do DiEM25 no congresso do novo partido ou através de uma série de assembleias regionais.
  3. A Comissão Diretiva da Lista do Partido Transnacional deverá ter o mesmo número de representantes do DiEM25 como de atores principais na Europa que se juntam a nós.

Envia-nos o teu feedback e ideias até 18 de Janeiro, respondendo a este email ou usando o campo “Contactar o CC” na área de membros.

****

Em 2017, testemunhamos a maior descida a pique da Europa quanto à incompetência autoritária que é o coração das nossas democracias. Também testemunhamos promessas cínicas de uma democracia pan-europeia, em teoria, apenas para serem destruídas na prática. DiEM25 foi formado para parar esse deslizamento destrutivo.

Em 2017, tomámos medidas cruciais. Em 2018, devemos fazer melhor para que, até maio de 2019, possamos dizer que fizemos uma diferença significativa.

Podemos fazê-lo! Juntos!

Carpe DiEM25!

Yanis Varoufakis

>> Queres fazer mais?

Junta-te ao grupo local do DiEM25 mais próximo e põe mãos à obra! 

>> Podes ajudar nas atividade e expansão do DiEM25’s?

Faz um donativo hoje!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.