Colégio La Salle | Barcelinhos | Barcelos | Portugal

Nascido em 1952 como escola de formação dos Irmãos de La Salle, desde 1981 que obteve contrato de associação com o Ministério da Educação e abriu portas com duas turmas do 5.º Ano.  Hoje tem 18 turmas, do 5.º ao 12.º Ano.

A Congregação de S. João Baptista de La Salle é uma Comunidade de homens bons. De grandes educadores e formadores. Cultos e humanistas. Abertos ao mundo.

“Hoy, la gran familia de La Salle consta de 5 000 Hermanos, que junto con 84 000 educadores y numeroos colaboradores laicos ayudan en cerca de 1 000 centros educativos en 80 países. Ochocientos cincuenta mil alumnos, niños, jóvenes y aun adultos, reciben la mejor educación posible en las aulas de La Salle.”

https://www.facebook.com/colegio.lasalle.1

http://www.lasalle.pt

http://www.lasalle.org

La Salle - Barcelinhos

GRANDE ENCONTRO DOS ANTIGOS ALUNOS DE LA SALLE DE PORTUGAL | 28 DE MAIO DE 2016

La salle logoGRANDE ENCONTRO DOS ANTIGOS ALUNOS DE LA SALLE DE PORTUGAL

      DATA: 28 DE MAIO DE 2016, último sábado de Maio.

LOCAL: COLÉGIO LA SALLE – Casa Mãe de La Salle – Barcelos.

A Família lassalista vai encontrar-se na sua casa-mãe, em Barcelinhos de Barcelos, terra dos valentes homens dos Alcaides de Faria.

E da justiça reposta pelo canto do galo. A lenda situa esse momento de justiça e de perdão na Quinta do Galo, onde hoje se instala o nosso Colégio. E o Galo de Barcelos é Portugal.

Continuar a ler

ASSOCIAÇÃO DE ANTIGOS ALUNOS DE LA SALLE DE PORTUGAL | CONTRATO DE ASSOCIAÇÃO | COMUNICADO

la salle - 200Na sequência da publicação do Despacho Normativo 1-H/2016 e da intenção do Governo em reduzir significativamente o número de turmas das escolas com Contrato de Associação, a Direção da Associação de Antigos Alunos de La Salle, em defesa do projeto educativo do Colégio La Salle de Barcelos, apela a que:

1) – Sejam respeitados os contratos de associação celebrados por um período de 3 anos letivos, e contesta que os mesmos contratos se refiram apenas às turmas em início de ciclo em 2015/2016.

2) – Seja permitida a continuidade do projeto educativo do Colégio, que acolhe crianças de todos os extratos sociais, incluindo crianças desinseridas do meio familiar ou em situação de risco social chegando, na maioria dos anos letivos, aos 60% de alunos com Apoio Social Escolar.

3) – Não se interrompam os acordos e protocolos estabelecidos, no sentido de proporcionar escolaridade assistida de modo particular a jovens institucionalizados do Lar de Acolhimento – Colégio S. Caetano de Braga – tendo em conta que foi o Centro de Segurança Social de Braga a patrocinar esta solução, e que mereceu a autorização da Direcção Regional de Educação do Norte. Desde o início desse protocolo aumentou, significativamente, o sucesso escolar dessas crianças e jovens com a obtenção de diversas licenciaturas.

4) – Igualmente apela-se a que se prossiga o protocolo estabelecido com a Casa do Menino Deus, de Barcelos, pelo qual as crianças institucionalizadas dessa instituição frequentam a escolaridade obrigatória no Colégio La Salle.

5) – Seja respeitada a liberdade de escolha das famílias, em particular as de menor rendimento.

6) – Que seja levado em conta algumas referências históricas:

– O Colégio La Salle começou a funcionar no ano lectivo de 1981-1982, sempre numa basa de gratuitidade. Nessa altura não havia qualquer outra escola pública ou privada nem em Barcelinhos nem em nenhuma freguesia barcelense da  margem esquerda do rio Cávado. Constituiu um regozijo público a instauração do ensino nesta área geográfica.

– Quando o Ministério da Educação decidiu abrir a Escola Preparatória Rosa Ramalho, a pedido do Ministério, os dois primeiros anos funcionaram nas instalações do Colégio La Salle, a título gratuito.

Sendo o Estado uma pessoa de bem e de bom senso, estamos convencidos que honrará este passado de colaboração.

Finalmente:

1) – A Associação de Antigos Alunos de La Salle congratula-se com a Assembleia Municipal de Barcelos, pelo apoio inequívoco prestado ao Colégio La Salle.

2) – Os Antigos Alunos de La Salle estão convencidos, pela sua própria experiência, que os valores cultivados neste colégio imprimem um carácter único e próprio à formação humana e académica dos seus alunos, contribuindo para uma sociedade justa, coesa e desenvolvida.

Barcelos, 5 de Maio de 2016.

Carlos Borrego, Presidente da Direcção da Associação de Antigos Alunos La Salle de Portugal.

O Regresso à aldeia de La Salle | by Rudolfix Miguezz

Rodolfo - 200A crónica seguinte tenta repor a verdade histórica sobre a aldeia de La Salle, onde irredutíveis Lusitanos resistiram à invasão e ocupação Romana, durante muitas Luas e Sóis, e por quem sois.

Consultados papiros de linho no arquivo histórico de Barce- Linhus e as notas do arquivo musical de Valha Dó Li, é agora possível repor a história com factos tão verdadeiros, que parecem mentira. Facto indesmentível é que a aldeia não suportou o cerco eternamente, mas também não abdicou do seu desígnio. Ora leiam:

Corria o ano de LXXIV do império Romano de Facius II. A aldeia Lusitana de La Salle em Abra Antes, permanecia inexpugnável, e os seus ocupantes dedicavam-se exclusivamente às tarefas diárias de adquirir conhecimentos, habilidades e valores morais, para levar e ensinar a outros povos.

Continuar a ler