Passatempo | Qual o autor? | Qual o nome do conto?

– Quantos males te esperam, oh, desgraçado! Antes ficasses, para toda a imortalidade, na minha ilha perfeita, entre os meus braços perfeitos…

Gérard de Lairesse

Gérard de Lairesse

Ulisses recuou, com um brado magnífico:

– Oh, deusa, o irreparável e supremo mal, está na tua perfeição!

E, através da vaga, fugiu, trepou sofregamente à jangada, soltou a vela, fendeu o mar, partiu para os trabalhos, para as tormentas, para as delícias das coisas imperfeitas!