15% x 10% = 0,015 | 0,015 = 1,5% | total = 1,5% | um prémio a quem entender

Dizem os jornais e “media” em geral que a Rússia ocupou, ao longo da sua “intervenção militar especial” na Ucrânia, a área total de 15% de todo o País.  

Consideremos que é aceite que a ocupação actual é de 15%.

Consideremos ainda que “esta área” está ocupada, toda ela, por edificações de todo o tipo, o que não corresponde à realidade. Mas vamos considerar que sim.

Assim sendo, vamos admitir que 10% de todo o edificado numa área de 15% do total do País Ucrânia foi destruído e/ou danificado.

Logo, teríamos uma destruição de 1,5% de toda a Ucrânia.

Dizer-se então, que a Ucrânia é um País que está quase completamente destruído é uma falácia.

Repare-se mesmo que a Rússia nem sequer “passeou” pelos restantes 85% do País, salvo zonas pontuais e por muito pouco tempo, como logo no início na sua Capital, Kiev.  

Os especialistas credíveis consideram mesmo que as tropas russas seguriam quase à risca as Ordens Superiores recebidas, que foi a de procurarem o mais possível não destruirem edificações e muito menos atacar a população civil. O que tem lógica na perspectiva de que a intenção não era destruir, mas sim impedir que a Ucrânia aderisse à NATO e viesse a autorizar a instalação de armamento nuclear apontado à sua Capital, Moscovo e, também, de libertar o País de influências nazis que, entre outras decisões, proibiram o uso da língua russa e o seu ensino nas Escolas.

Os povos russos e ucranianos, e agora explicito aqui abertamente a minha opinião, não mereciam nem merecem esta guerra, provocada sob fortes influências externas, vindas mesmo de outro Continente  que combate a longa distância, como é seu costume.  

Até porque são povos irmanados há séculos, primos, irmãos e amigos uns dos outros.

Esta guerra tem de acabar já, um compromisso tem de ser encontrado, ambos os Países devem integrar plenamente um Continente que deve ser de Paz – do Atlântico aos Urais, como dizia De Gaulle.

A manipulada Comunicação Social, tem prestado um apoio assumido às “ordens de manipulação” que recebe.

It’s disgusting. Shame on you !

Shame on you too, political gentlemen !

——

Vítor Manuel Coelho da Silva, português, minderico, acérrimo defensor da Europa visionada por De Gaulle.

Do Atlântico aos Urais, e em paz com todos os outros Continentes.

O MUNDO é de TODOS | HUMANISMO e PAZ