12 de Setembro de 1940 | São descobertas as pinturas rupestres das grutas francesas de Lascaux

Graças ao seu cão, que se meteu por uma estreita passagem de uma caverna, quatro jovens da região descobrem em 12 de Setembro de 1940 a gruta de Lascaux, perto de Montignac. Estupefactos ao encontrar pinturas sobre a parede rochosa, avisam o seu professor Léon Laval.

Alguns dias mais tarde, o historiador e arqueólogo, Henri Breuil, especialista em pré-história, após um estudo aprofundado, certificou cientificamente que se tratava de pinturas rupestres.

As pinturas, datadas provavelmente de 15 a 17 mil anos, consistiam principalmente em representações de animais e actualmente são consideradas os mais relevantes exemplares de arte da Era do Alto Paleolítico. No dia 27 de Dezembro do mesmo ano, o sítio, que também ficou conhecido como “A Capela Sistina do Perigord” (Perigord, departamento da Dordonha, França), é declarado monumento histórico.

Continuar a ler