Para quem gosta de se manter bem informado | Uma boa aposta do Paulo Querido | CERTAMENTE

Hoje o Bloco dominou o noticiário com duas pressões: à direita e ao Governo. Amanhã o partido tem a sua Convenção, é provável que continue a atrair a atenção dos media. Oxalá. Para variar do enjoo de Ventura.

Grande cobertura mediática da coordenadora do Bloco de Esquerda hoje! Não é por acaso: vai correr este fim de semana a XII Convenção Nacional do partido. Mas é uma raridade: BE Catarina Martins dominaram a atenção dos media com 19 e 18 citações cada, com o PS na terceira posição com 15 e António Costa com 12 no quarto lugar (o PM é o primeiro desta lista 80% do tempo). Isto num dia em que as atenções deveriam estar centradas nos apoios do Estado ao turismo e aos setores mais afetados pela pandemia.

Patente no print-screen tirado à recolha do meu assistente Cecil, a ofensiva do Bloco (envolveu mais do que a sua coordenadora) consistiu em dois pontos:

  • pressão sobre a direita, com Catarina Martins a gritar para Rui Rio o que o país grita para o PSD, there’s nothing there in the ultra right wing, come on
  • sacudir o PS/Governo em matéria de Orçamento de Estado e políticas de futuro, posicionando-se desde já o Bloco como eventual parceiro.

Quanto ao primeiro ponto, Catarina Martins acusa a direita de não dialogar com o país no seu “processo de reconfiguração”. Rui Rio aparece “colado à extrema-direita num desespero incompreensível o que significa que desistiu sequer de disputar a maioria no país”.

Para a líder do BE, é “claramente perigoso” para uma democracia que cresça o discurso violento, antidemocrático e de ódio como está a acontecer em Portugal. E vem o aviso que o país faz — nos media, nas redes e nas sondagens — e Rui Rio ignora: “uma maioria social não se disputa nesse campo”, mas sim “com soluções para o país”.

Sobre o segundo ponto, Catarina Martins afirma que “não há nenhuma razão para o Orçamento do Estado não ser viabilizado”, a menos que o Governo “não o queira viabilizar”. Pelo lado do Bloco, “sem um programa para o emprego não haverá um orçamento de esquerda”. Ou seja, coloca o tema no centro das negociações e remete para o Governo a criação de condições para a viabilização do OE2022.

  • Catarina Martins acusa Rio de colagem “incompreensível” à extrema-direita, na Lusa
  • “Sem um programa para o emprego não haverá um orçamento de esquerda” defende Catarina Martins, na RTP

Estou a testar a integração no Certamente! das principais manchetes em meios da União Europeia.

noticiário internacional é um dos parentes pobres, cada vez mais empobrecidos, da imprensa portuguesa. Sobretudo o noticiário político e europeu, pois que os assuntos globais, da tecnologia ao ambiente passando pelo inevitável futebol e os inenarráveis celeb e gossip, ainda têm algum tratamento.

Ainda estou a experimentar modelos. Talvez adicione os sumários, talvez apresente traduções (sobretudo para línguas menos comuns em Portugal), talvez modifique a apresentação. O objetivo é dar um vislumbre do que está a captar a atenção dos cidadãos noutras regiões da União. Mas a prazo tenho o objetivo de te proporcionar a hipótese de poderes subscrever adicionalmente um serviço específico e personalizado, com mais profundidade.

A metodologia é esta: manchete é uma notícia que está ou esteve ao longo do dia na zona nobre, em destaque, a principal notícia na homepage do jornal conforme a escolha dos editores.

Se o assunto te entusiasma e/ou tens algum requisito, responde a esta mensagem e diz-me o que tens em mente!

Manchetes na União

07:41 — « L’écologie peut être rentable », assure Bertrand Piccard. 20 Minutes

13:01 — Pere Aragonès, investido presidente de Cataluña con el apoyo de Junts y la CUP. HuffPost

18:32 — Israël-Gaza : un cessez-le-feu, mais la paix toujours hypothéquée. L’Humanité

18:51 — Covid-19 : la baisse des indicateurs épidémiques en France incite les personnels de santé à un optimisme prudent. Le Monde

  • Número: Administrações públicas com défice de 2.063 milhões de euros no final do 1.º trimestre.
  • Número: Governo anuncia plano de mais de 6 mil milhões de euros para relançar o turismo.
  • AutárquicasBernardino Soares (CDU) recandidata-se à Câmara de Loures.
  • Número: O ministro do Planeamento, Nelson de Souza, não está preocupado com a execução dos fundos do Portugal 2020 porque até março foram executados 60% dos 26 mil milhões de euros previstos.
  • Autárquicas: PS salienta “respeito absoluto” pela presunção da inocência de Rui Moreira
  • AutárquicasValdemar Alves (PS) rejeita recandidatura à Câmara de Pedrógão Grande

7 séries

escolhidas e comentadas por José Luís Andrade

The Mandalorian

plataforma Disney  • iMDB

Um spin-off da Star Wars, com linha narrativa em episódios curtos e uma atmosfera e cinematografia de velho oeste em ambiente retrofuturista de ficção científica, a fazer lembrar os (bons) tempos originais do universo do universo Star Wars, mas com efeitos atuais. O Mandalorian é o cowboy solitário que apesar da moral duvidosa tem bom coração e acaba por seguir o caminho do bem, salvando e adotando um baby Yoda super amoroso que vai encher os bolsos da Disney em merchandising.

OPINIÕES

Nuno Serra: \ “A sonsice sem-vergonha da comunicação social na hora dos rankings. A informação veiculada pelo Público nem sequer é correta. Não, não é o Ministério da Educação que não «fornece dados de contexto socioeconómico» das escolas privadas. São elas próprias, numa decisão concertada, que decidem não os comunicar ao ME, ao contrário das públicas. Porquê? Porque receiam não sair bem numa fotografia que calibre os resultados obtidos com o perfil dos seus alunos. E os jornais, rádios e televisões, em vez de recusar integrar nos rankings os colégios que não forneçam estes dados (como aconselharia o rigor, a isenção e a decência), preferem continuar a pactuar com o logro, alimentando o mito da superioridade do ensino privado (que a inflação de notas ou a pior preparação para o ensino superior, por exemplo, refutam).”   // Ladrões de Bicicletas

Susana Peralta: \ “O Mediterrâneo onde afogamos a nossa humanidade. A triste verdade é esta: os interesses colidem com os valores. Só que são os valores que falam mais alto. Em todos os sites e relatórios sobre migrantes há uma palavra que nos assombra: menores. Em Ceuta, esta semana, estima-se que seriam mais de 1500. Entre 2014 e 2020, pelo menos 2300 menores perderam a vida no Mediterrâneo. Cerca de 90% fazem a travessia sozinhos. Números revelados recentemente pelo consórcio jornalístico “Lost in Europe” mostram que se perdeu o rasto a mais de 18 mil crianças refugiadas e migrantes entre 2018 e 2020. As organizações queixam-se de falta de coordenação entre países, registos de menores com informação insuficiente para se poder seguir-lhes o rasto, falta de procedimentos internacionais para reunificação familiar, estruturas de acolhimento onde as crianças não são escolarizadas.”   // Público (€)

Tiago Brandão Rodrigues : \ “Um primeiro aspeto fundamental a ter em conta é que, há vinte anos, a percentagem de jovens que abandonava a escola antes de concluir o Ensino Secundário rondava os 45%, quando hoje Portugal se encontra abaixo dos 9%, uma evolução única na Europa. No início dos rankings, 25% dos jovens com 17 anos já estavam fora do sistema de educação e formação, enquanto hoje são menos de 1%. As taxas de retenção e desistência no Ensino Secundário desceram de 39% para 13%. Isto tem uma expressão óbvia no avanço das qualificações em Portugal, assim como no acesso ao Ensino Superior que, após uma quebra muito significativa entre 2011 e 2014, tem conhecido uma taxa de crescimento de 6% ao ano.”   // Jornal de Notícias

Miguel Guedes: \ “Não há duplos julgamentos para um político e ninguém viverá com uma vitória nas urnas se perder na justiça. Qualquer titular de um cargo político que seja condenado em tribunal por actos relacionados com o exercício das suas funções deve abdicar do seu cargo, independentemente da decisão acarretar ou não perda de mandato. Mais ainda. Após uma primeira condenação, não deve arrastar eventuais recursos em tribunal para dentro da esfera política. A sua defesa, legítima, manda a ética, deverá fazer-se fora da política, evitando todo o tipo de contaminações. Tão simples quanto isso. Tão simples como a presunção da inocência.”   // Jornal de Notícias

Francisco Seixas da Costa: \ “O equilíbrio político no Médio Oriente parece estar a mudar. Não me refiro à recente eclosão de mais um tempo de incidentes de guerra entre Israel e a liderança militar que o Hamas tem na Faixa de Gaza – o que só uma visão ideologicamente distorcida ou ignorante pode confundir com a questão israelo-palestina em geral. Esse é um tema diferente daquilo que hoje aqui trago. Foi a Guerra Fria que levou os Estados Unidos para o Médio Oriente, como forma de tentar evitar a influência da União Soviética, atento o crescente declínio regional dos dois aliados europeus – o Reino Unido e a França – naquele cenário estratégico, que teria a sua expressão evidente na humilhação de ambos no Suez.”   // Duas Ou Três Coisas

Carlos Esperança: \ “A competência para julgar as gravíssimas acusações do Ministério Público cabe apenas ao Tribunal e não cometerei para Rui Moreira a injustiça de o considerar culpado sem antes o condenar uma sentença transitada em julgado. Sempre me revoltaram os julgamentos populares, o linchamento de inocentes na opinião pública e os ataques soezes a políticos, mesmo aos que escondem a ideologia sob a capa de independentes, como é o caso deste monárquico conservador e aristocrata. O que não cometo é a ignomínia do mais pequeno conselheiro de Estado e dizer, como ele, que a juíza de instrução, que aceitou integralmente as acusações do MP, é “uma perigosa juíza à solta”. Deixo a infâmia para Marques Mendes numa outra acusação.”   // Ponte Europa

Tiago Sigorelho: \ “Nestes temas há sempre uma relação entre quem exerce o poder (os homens, os impérios, os brancos, os ricos, as igrejas) e quem sobre eles o poder é exercido (as mulheres, as colónias, as outras etnias, os pobres, os crentes). Estes poderes estão presentes na humanidade há séculos e só podem ser combatidos pelas democracias. Mas as democracias são invenções recentes. Em 1900 existiam pouco mais de 10 democracias no mundo. Apesar de recentemente se sublinhar com abundância as fragilidades e desafios das democracias, quase que favorecendo a discussão sobre a sua utilidade, não há modelo político que tenha crescido tanto nos últimos 100 anos. Em Portugal, convém lembrar, somos uma democracia jovem, com pouco mais de 45 anos.”   // Gerador

LINKLOG

  • Prosecute the Populists? Until the cease-fire, the world’s attention was trained on Israel’s airstrikes on Gaza, which may have suited Prime Minister Binyamin Netanyahu, who is facing trial on corruption charges. And Netanyahu is hardly the only populist leader in legal peril. From Austria to the United Kingdom to the United States, similar investigations are underway. Have democracies finally found the means, and the willingness, to vanquish their domestic enemies?  // Nina L. Khrushcheva, Project Syndicate 🇬🇧
  • Would-be German leaders agree EU unanimity is overrated. The three candidates vying to succeed German Chancellor Angela Merkel have squared up for their first public debate ahead of September’s election, presenting varying positions on the EU, defence policy and the controversial Nord Stream 2 pipeline. The three would-be German leaders also touched on issues from climate change to Middle East policy in their televised discussion hosted by broadcaster WDR on Thursday (21 May) and also attended by Merkel and European Commission President Ursula von der Leyen. Asked about her biggest gripe with the EU, Green candidate Annalena Baerbock replied that it was the bloc’s principle of requiring unanimity across all member states for major decisions. Baerbock’s rivals, Olaf Scholz of the Social Democrats (SPD) and Conservative bloc candidate Armin Laschet (CDU), said they agreed with her, in principle, though were more hesitant in their responses.  // Nikolaus J. Kurmayer, Euractiv 🇬🇧
  • La migración como arma política. En Ceuta no se están respetando las garantías a las que obliga la ley. Esto es una buena muestra de cómo el discurso de la derecha extrema y el nativismo han calado en todo el espectro ideológico. Los acontecimientos de los últimos días en la frontera entre Ceuta y Marruecos han traído a la primera línea informativa, una vez más, la frontera sur de la UE. Su análisis debe realizarse desde una óptica multidimensional que incorpora cuestiones de tipo geopolítico, de percepción de amenaza y de utilización de la demografía (en este caso de la inmigración) como arma política para alcanzar objetivos también políticos. Nada de todo esto es nuevo. De hecho, una parte importante de las crisis se sostienen sobre esos tres ejes: territorio, geopolítica, miedo.  // Ruth Ferrero-Turrión, ctxt 🇪🇸
  • El iceberg más grande del mundo se desprende de la antártida. El gigantesco bloque de hielo con una superficie que supera a la de la isla de Mallorca se ha separado de la plataforma antártica de Ronne, en el mar de Weddell. Ha sido detectado por satélites de la Agencia Espacial Europea. No es tan grande como el iceberg A-68 que, con sus cerca de 6.000 km2, se derritió el año pasado en el Atlántico Sur, pero el que se acaba de desprender en la Antártida se posiciona como el mayor del mundo en la actualidad. Su nombre, iceberg A-76, y se ha separado del lado occidental de la plataforma de hielo de Ronne, en el mar de Weddell. Mide alrededor de 4.320 km cuadrados, por lo que supera los aproximadamente 3.880 km cuadrados que tenía el iceberg activo que hasta ahora ostentaba el récord, A-32A.  // Ethic 🇪🇸

https://paulo.querido.net/diario

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.