Lançamento da Internacional Progressista ! | DiEM25

Na segunda-feira, 11 de Maio, o DiEM25 dá um grande salto na formação da Internacional Progressista com o lançamento da sua nova plataforma digital.

Em Dezembro de 2018, associámo-nos ao Sanders Institute para lançar um apelo aberto à formação de uma frente comum na luta contra um autoritarismo crescente.

O ano que se seguiu foi descrito como uma “Onda de Protesto Global”. De Deli a Paris, de Santiago a Beirute, os cidadãos ergueram-se para defender a democracia, exigir um nível de vida decente e proteger o planeta para as gerações futuras.

2020 é o ano em que unimos estes protestos díspares numa Internacional Progressista, juntando o DiEM25 com ativistas e organizadores, sindicatos e associações de inquilinos, partidos políticos e movimentos sociais para construir uma visão partilhada de democracia, solidariedade e sustentabilidade.

A 11 de Maio, entraremos em direto com o nosso novo website – progressive.international – e anunciaremos os nomes do nosso Conselho consultivo, incluindo rostos familiares como Noam Chomsky e Naomi Klein, políticos como Álvaro García-Linera e Áurea Carolina, pensadores como Arundhati Roy e Nanjala Nyabola, e ativistas como Carola Rackete e Vanessa Nakate.

Com DiEM25 como força motriz da Internacional Progressista, perguntamos a todos os nossos membros: podem doar ao DiEM25 para apoiar os nossos esforços na construção desta frente global?

Damos-vos as boas vindas para se juntarem a nós para darmos vida à Internacional Progressiva na próxima semana!

David

>> Queres fazer mais?

Junta-te ao grupo local do DiEM25 mais próximo e põe mãos à obra!

>> Podes ajudar nas atividade e expansão do DiEM25’s?

Faz um donativo hoje!

DiEM25 | Varoufakis pede a tua ajuda

Companheira/o DiEMer,

Sou o Yanis Varoufakis e tenho uma mensagem para ti. Escrevo isto porque estamos num momento decisivo. Uma encruzilhada. 

Há alturas em que nos encontramos exaustos e desanimados à beira do desespero. Pode ser extremamente frustrante ver o establishment da UE implementar políticas de austeridade que dão força aos movimentos misantropos  e os fazem ganhar terreno, ver a nova extrema-direita espanhola, aliada à direita tradicional, chamar “feminazis” ao movimento feminista, ver Itália ser governada por homens autoritários de outros tempos, dispostos a deixar morrer pessoas no mar para ganharem as suas credenciais xenófobas, ou ainda ver a Europa numa corrida em direcção à próxima catástrofe económica – quando a maioria dos europeus ainda não recuperou da anterior.

Mas são pessoas como tu que trazem de volta a esperança. Dirijo-me a ti porque tu pertences a um número crescente de pessoas que compreendem verdadeiramente a necessidade de políticas de transformação na Europa.

Somos muitos mais do que pensas e em breve atingiremos a massa crítica. Se nos esforçarmos ainda mais e se avançarmos ainda antes das eleições europeias, poderemos talvez mover suficientemente a agulha para inverter o jogo. Mas para o conseguirmos precisamos de ser uma força coesa.Ninguém nos vai dar apoio financeiro para pagar os custos do nosso trabalho nesta encruzilhada – excepto tu e eu.

Continuar a ler