No Limite da Dor – encenado por Lendias d’Encantar

Quatro histórias que se entrelaçam numa peça que traz aos espectadores de hoje, a experiência vivida por muitos portugueses às mãos da PIDE, durante os anos da ditadura. Uma profunda reflexão sobre a resistência, o medo, a humilhação, a dor e a dignidade do ser humano – esta é a proposta que fazemos ao espectador de hoje, às novas gerações que provavelmente terão dificuldade em compreender a sua real dimensão.

Três mulheres e um homem: Georgina, Aurora, Conceição e Domingos, transitam durante setenta e cinco minutos ante os nossos olhos, mas não são personagens teatrais, são personagens reais que testemunham através da emoção e da técnica de um grupo de actores, experiências por eles vividas e que nos chamam a atenção para a importância dos ideais, das convicções e da família.

Do ponto de vista conceptual dividimos o espectáculo em três áreas: a Dúvida, a Estratégia e a Família. Estas são as faces de uma mesma moeda que se cruzam no comportamento destas figuras dramáticas. Todos os que passaram pelas experiências aqui expostas passam por uma etapa de dúvida e os que não falaram, no meio da grande precariedade da sua situação, foi porque traçaram uma estratégia para não fraquejar, não falar, não denunciar companheiros.

Finalmente aparece a Família, que foi e é ainda hoje para eles e para nós, um sonho a alcançar. Pela família fazemos tudo e por ela resistimos a tudo, enfrentamos qualquer combate. Entenda-se a família como fenómeno social, a família biológica e também o conceito de família que partilha os mesmos ideais de sociedade.

No Limite da Dor é uma peça que colocamos nas mãos do espectador actual, sobretudo pela importância de dar a conhecer e suscitar o debate, sobre as situações colocadas pelas personagens. São, sem dúvida, dados importantes para que possamos preservar uma memória colectiva, sobre acontecimentos tão dramáticos vividos pelo povo Português.

FICHA TÉCNICA
NO LIMITE DA DOR
A partir do Livro “No Limite da Dor” de Ana Aranha e Carlos Ademar, da Parsifal.
Encenação/Dramaturgia JULIO CESAR RAMIREZ
Interpretação ANA ADEMAR | ANTÓNIO REVEZ | MARISELA TERRA
Cenografia JULIO CESAR RAMIREZ
Figurinos e Grafismo ANA RODRIGUES
Banda Sonora JOÃO NUNES | FERNANDO PARDAL
Desenho de Luz e Sonoplastia IVAN CASTRO
Operação de Luz e Som IVAN CASTRO
Construção de Cenário IVAN CASTRO | ANA RODRIGUES
Produção RAFAEL COSTA
Performers: PAULO ALCIDES RAMALHO | FERNANDO JORGE CARVALHEIRAS | ANA MARGARIDA COSTA | TERESA MARUJO | LEOPOLDINA ALMEIDA | BRUNA RODRIGUES | FILIPA FIGUEIREDO
Lendias d’Encantar 2014

Rua dos Infantes nº 14, Beja.

Duração: 70 minutos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s