Francisco Louçã e Mariana Mortágua | Manual de Economia Política

Lisboa, 9 de setembro de 2021

Francisco Louçã e Mariana Mortágua, dois nomes de respeito na esfera económica e política, escrevem Manual de Economia Política, um manual completo,
rigoroso, com fórmulas e gráficos de apoio, que atualiza o trabalho iniciado por José Castro Caldas, também em parceria com Francisco Louçã, com o livro Economia(s), publicado em 2009. Disponível em todas as livrarias a partir de hoje.


Este é um manual de economia, dividido em 14 capítulos, que parte do real para discutir a teoria, que promove a pluralidade de perspetivas e o pensamento crítico. «Num momento em que de novo se fazem ouvir reclamações de mudança de “paradigma” e juras de arrependimento pelos “excessos” anteriores de terapêuticas baseadas na Economia da idade das trevas. Desta vez é que há mudança?», escreve José Castro Caldas, autor do prefácio.

Sinopse:

A ciência económica está a viver uma mutação, desafiando as tradicionais teorias sobre o equilíbrio dosmercados, que imaginam uma sociedade artificial e reduzem a racionalidade à maximização das vantagensindividuais, e substituindo-as por análises de processos dinâmicos em economias reais marcadas pordesigualdades de poder. A transformação da ciência resulta também da sua obrigação de compreender novas (evelhas) questões, como as crises, a economia do clima, as transformações do trabalho, o reforço do rentismo financeiro e o papel das instituições e, nomeadamente, das novas redes de comunicação.
Este manual estuda essas dimensões da vida social e, para isso, recupera a ciência como foi criada pelos economistas clássicos, de Adam Smith a Marx, e depois transformada pelas correntes críticas do século XX e XXI, de Keynes a Stiglitz, Nelson, Piketty e tantas outras vozes. Lendo este pluralismo, o Manual de Economia Política percorre as principais contribuições para a compreensão do nosso mundo e para a decisão económica.

Sobre os autores:


Francisco Louçã (n. 1956) é professor catedrático na Universidade de Lisboa (ISEG). Publicou O Futuro Já Não É o que Nunca Foi (2021) e, em coautoria, uma trilogia sobre as classes sociais em Portugal (Os Burgueses, 2014; As Classes Populares, 2017; e As Classes Médias, 2019), um estudo sobre a crise financeira (Sombras, 2017) e ainda Não Posso Ser Quem Somos? (2020) e História do Século XX Português (2020).


Mariana Mortágua (n. 1986) é professora convidada no ISCTE. É coautora, entre outros livros e artigos, de A Dividadura (2012), A Europa à Beira do Abismo (2014), Privataria (2015) e «A Structural and Monetary Perspective of the Euro Crisis» (2016).


Sobre o livro:


Género: Economia, Finanças e Contabilidade / Economia | Formato: 20,8 x 26,8 cm | Nº de páginas: 472 | Data de lançamento: 9 de setembro de 2021 | PVP: € 33,30 | ISBN: 9789722541190
Para mais informações, p.f. contacte o Gabinete de Comunicação da Bertrand Editora:
Vânia Custódio | E-mail: vania.custodio@bertrand.pt

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.