AO ENGANO | Miguel Vale de Almeida

Os partidos da extrema-direita populista mobilizam o ressentimento contra as elites políticas e culturais, mas deixam incólumes as elites económicas e financeiras.

Na realidade, agem a favor delas (veja-se a proposta fiscal do Chega) e são muitas vezes apoiados e financiados secretamente por elas.

O sentimento anti-corrupção é encaminhado para os escândalos revelados pelo escrutínio jornalístico e judicial, mas este raramente chega ao verdadeiro poder, o económico e financeiro, dado o seu poder e complexidade. E quando chega, as lideranças desses partidos evitam falar desses casos (é o BES uma causa central do Chega? Não).

Muitas vezes até trabalham para eles, como acontece com o caso português recente. A estratégia é deslegitimar a democracia e abrir mais caminho para a impunidade dos verdadeiros poderes. Em suma: a grande habilidade de Ventura é enganar os seus apoiantes, desviar o alvo da sua revolta.

Miguel Vale de Almeida

Retirado do Facebook | Mural de Miguel Vale de Almeida

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.