ARQUITECTOS PARA QUÊ ? | por João Paciência

(…) a falta de poder das Ordens Profissionais para fazer valer estes e outros direitos, como o do Direito de Autor completamente desrespeitado (…)

Sou de uma geração em que para se ter o diploma de Arquitecto, se frequentava durante seis longos anos (dentro da Escola) e um outro mais, de Estágio em atelier, um curso que para além de disciplinas comuns a Engenharias , se abordavam muitas outras áreas desde a Sociologia à História, da Teoria da Arquitetura aos diferentes conceitos de como encontrar soluções na cadeira de Projecto ou ao Planeamento e desenho do território.

Fui ganhando experiência em ateliers de vários arquitectos, fui funcionário público em equipa alargada para projectos de desenho urbano e de edifícios, trabalhei numa empresa de pre-fabricação em contacto directo com obra, dei aulas de projecto durante 10 anos em duas faculdades, constitui atelier e participei em numerosos concursos públicos de arquitectura, ganhando alguns e perdendo mais, investi em conhecimento ao longo de toda uma carreira profissional, colaborei com inúmeros colegas dentro e fora do País, integrei equipas no agora falada modalidade de concepção/ construção, continuo como sempre estive, empenhado na profissão que escolhi.

Julgo pois conhecer bem a lógica já antiga dos chamados concursos de concepção-construção que agora voltam a terreiro, pela total dependência e subalternidade em que ficam os diferentes projectistas perante os interesses da empresa, e justiça seja feita poderá haver casos especiais que tal se justifique, sem se tornar todavia a regra.

A acelerada proletarização destas actividades de projecto ( Arquitectura e Engenharias várias) que se têm vindo a acentuar nos últimos anos por variadas e conhecidas razões, sem regras de honorários compatíveis com a inerente responsabilidade em nome da dita livre concorrência ( não generalizável a outras actividades do conhecimento como se sabe), a falta de poder das Ordens Profissionais para fazer valer estes e outros direitos, como o do Direito de Autor completamente desrespeitado, a implementação desta iniciativa como regra, virá dar a machadada final num Curso e numa Actividade tão necessária a muitos níveis!

Faço votos para que o discernimento, experiência e conhecimento que o actual Presidente da Ordem tem de todos estes assuntos, seja voz ouvida e atendida.

JOÃO PACIÊNCIA, arquitecto

Retirado do Facebook | Mural de João Paciência , Arquitecto

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.