19) – C19 Upshot | Adiando uma catástrofe na produção de petróleo | Paulo Querido

🐑 Carl T. Bergstrom e Natalie Dean – The New York Times // O que realmente significa a imunidade de grupoTalvez o mais importante seja entender que o vírus não desaparece magicamente quando o limite de imunidade do rebanho é atingido. Não é quando as coisas param – é apenas quando elas começam a desacelerar.

A experiência sueca

A Suécia enveredou por uma política diferente: não confinou a população, aplicando apenas umas frouxas medidas aos idosos. O objetivo: manter a economia a funcionar, esperando atingir rapidamente a imunidade de grupo e apostando que no longo prazo o número de vítimas será idêntico ao dos países que confinaram.

Idealismo

Entende-se o idealismo, que vem registando adeptos à medida que aumenta o cansaço das populações confinadas. Há a crença de que criar imunidade de grupo poderá salvar vidas a longo prazo e conservar outros bens socialmente valiosos.

O problema é avaliar os resultados

Mas os números não favorecem a Suécia. Mesmo sem comparar com países com população semelhante, como Portugal. Os mortos na Suécia são cerca de cinco vezes mais que na Dinamarca e 11 vezes mais que na Noruega, seus países próximos. Também não está claro nesta fase o quanto a realidade do COVID-19 (independente da política) afetará o comportamento do consumidor em qualquer país e, portanto, as perspectivas de crescimento da maioria das economias.

Escolha e notas de Paulo Querido
ler artigo ☞

💉 Rob Picheta – CNN // What happens if a coronavirus vaccine is never developed? As countries lie frozen in lockdown and billions of people lose their livelihoods, public figures are teasing a breakthrough that would mark the end of the crippling coronavirus pandemic: a vaccine.

É possível um mundo sem vacina e até já aconteceu

Uma nova realidade que pode durar mais do que se pensa. Filas constantes para tudo, espaço decretado entre pessoas, escudos em plástico e pano, um mundo mais lento enquanto se espera que uma vacina permita o retorno à normalidade. Mas nunca se fez uma vacina no pouco tempo falado, 18 meses, e esta realidade é difícil económica e politicamente de manter. Entretanto existem algumas semelhanças históricas para nos ensinar a gerir melhor a situação.

Escolha e notas de JL Andrade
ler artigo ☞

📚 – Modern Diplomacy // The COVID-19 Pandemic Changes Global Dynamics in EducationWith the COVID-19 pandemic, the ongoing mega-experiment in distant learning demonstrates that no country has been properly prepared for such a challenge

Adaptação

O encerramento de escolas e o fim das aulas presenciais, em diferentes níveis de ensino, empurram milhões de alunos e milhares de professores para novas situações pedagógicas. O ensino online ou à distância ganhou uma nova importância. De nicho, passou a padrão, num processo desafiante. Abrem-se novas perspectivas na educação.

Escolha e notas de Nuno Andrade Ferreira
ler artigo ☞

🤑 Om Malik – OM // The inevitable has happened. Disruptions, downturns, and recessions make the weak weaker and the strong stronger. It was true centuries ago, and it is true today. JL Andrade recomenda ler ☞

🗯️ Arlindo Oliveira – Público // O vírus e as bolhas. Os algoritmos de recomendação estão a substituir a aldeia global, criada pela Internet, por um conjunto de ilhas isoladas e remotas, onde apenas vemos e ouvimos os que pensam exactamente como nós. Ana Roque recomenda ler ☞

🌲 – Scientific American // Parar o desmatamento pode impedir pandemias. Destruir habitats aumenta a probabilidade de vírus e outros patógenos infectarem humanos. A interrupção do desmatamento não apenas reduzirá a nossa exposição a novos desastres, como também reduzirá a propagação de uma longa lista de outras doenças cruéis que vieram dos habitats das florestas tropicais – Zika, Nipah, malária, cólera e HIV entre elas. Um estudo de 2019 descobriu que um aumento de 10% no desmatamento aumentaria os casos de malária em 3,3% ( 7,4 milhões de pessoas). Paulo Querido recomenda ler ☞

🤪 Laura Owings e Daniela Hirschfeld – SciDev // Vem aí uma crise global de saúde mental, alertam cientistas. Os serviços remotos de apoio psicológico lutam para gerir o medo e o estresse do COVID-19 enquanto especialistas alertam que uma pandemia de doença mental está a caminho. Em lugares com histórias de epidemias, como África, questões psicológicas que geralmente resultam de surtos de doenças estão a ressurgir. Paulo Querido recomenda ler ☞

Bookmarks

  1. 📈 Direção-Geral de Saúde: ponto de situação atual em Portugal (link)
  2. 📈 Público: como achatar a curva? O que revelam as experiências dos países (link)
  3. 💊 Mapping COVID-19 Research: The “Map of Hope” provides a geographical overview of planned, ongoing and completed clinical trials. (link)
  4. 📊 Dashboard Interativo – Evolução do Covid-19 em Portugal e no mundo (link)
  5. 📊 Reuters: breaking the wave (link) (enviado por Marisa Torres da Silva)
  6. 📊 ESRI: Evolução Covid-19 em Portugal – Dados Adicionais (link) (enviado por leitor anónimo)
  7. 📈 European monitoring of excess mortality for public health action (link) (enviado por Manuel Carreira)
  8. 🕸️ Google: See how your community is moving around differently due to COVID-19 (link)
  9. 🏙️ Público: Como está a evoluir a pandemia onde eu vivo (link)
  10. 🏛️ Oxford University: Government Response Tracker (OxCGRT) (mapa das políticas de resposta, RECOMENDADO) (link)
  11. Ministério da Saúde: Vigilância da mortalidade (link)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.