O Cidadão Lúcido em Vez do Consumidor Irracional | José Saramago

publico_foto

Já se sabe que não somos um povo alegre (um francês aproveitador de rimas fáceis é que inventou aquela de que «les portugais sont toujours gais»), mas a tristeza de agora, a que o Camões, para não ter de procurar novas palavras, talvez chamasse simplesmente «apagada e vil», é a de quem se vê sem horizontes, de quem vai suspeitando que a prosperidade prometida foi um logro e que as aparências dela serão pagas bem caras num futuro que não vem longe. E as alternativas, onde estão, em que consistem? Olhando a cara fingidamente satisfeita dos europeus, julgo não serem previsíveis, tão cedo, alternativas nacionais próprias (torno a dizer: nacionais, não nacionalistas), e que da crise profunda, crise económica, mas também crise ética, em que patinhamos, é que poderão, talvez — contentemo-nos com um talvez —, vir a nascer as necessárias ideias novas, capazes de retomar e integrar a parte melhor de algumas das antigas, principiando, sem prévia definição condicional de antiguidade ou modernidade, por recolocar o cidadão, um cidadão enfim lúcido e responsável, no lugar que hoje está ocupado pelo animal irracional que responde ao nome de consumidor.

 

José Saramago

 

1994 – Cadernos de Lanzarote

 

KIERKGAARD E MARX NASCERAM EM 5 DE MAIO

A Viagem dos Argonautas

Dezenas de pessoas famosas nasceram neste dia. Vamos falar de duas – Soren Kierkgaard e Karl Marx.

O filósofo  e teólogo dinamarquês Soren Kierkgaard nasceu em Copenhaga no ano de 1813 – passa hoje o seu segundo centenário. Morreu na mesma cidade em 1855.  Karl Marx, filósofo e pensador político alemão, nasceu em Treveris no ano de 1818 e morreu em Londres em 1883.

Kierkgaard foi um acérrimo crítico do hegelianismo. <privilegiou nos seus estudos a área do comportamento humano, dasImagem2 emoções, dos sentimentos, da ética cristã confrontada com a realidade social.  Uma filosofia que, inspirada em Sócrates, e, pese embora a sua vertente teológica, viria a ter uma forte incidência em movimentos do século XX, tais como o Existencialismo e o Pós-Modernismo. Cruzando as fronteiras da filosofia, teologia, psicologia e literatura, tornou-se uma figura de grande influência para o pensamento contemporâneo. Entre a sua obra destacamos Três discursos edificantes…

View original post mais 169 palavras