Capitais económicos e culturais irrelevantes

Writing Out Loud

Desde Marx, até Simmel e Bourdieu, a importância do capital estive sempre presente como preocupação fulcral da nossa sociedade. Seja o económico (o único importante na visão marxista), o social ou o cultural (Escola de Chicago e seu legado e seguidores), no que todos concordam é que é a base do capital que os indivíduos interagem em sociedade. Bourdieu vai ainda mais longe, afirmando que os próprios gostos são construídos socialmente, dependendo estritamente do capital dos indivíduos.

A seguinte experiência fez-me duvidar da linearidade desta concepção. Indivíduos com um capital cultural elevado, mesmo com um presumível capital económico razoavelmente alto, demonstram uma total incompetência na interacção com o resto da sociedade.

Lembro-me de olhar para o indivíduo que estava confortavelmente sentado a minha frente, lendo distraidamente um livro (cujo título ou carácter desconheço) no seu Kindle. Pensei, pelo aspecto físico e vestuário, que se tratava de um professor, ou de…

View original post mais 545 palavras

CORTES ADICIONAIS NA DESPESA PÚBLICA CAUSARÃO MAIS RECESSÃO, DESEMPREGO E POBREZA EM PORTUGAL. POR EUGÉNIO ROSA – I

A Viagem dos Argonautas

OS CORTES NA DESPESA PÚBLICA QUE O GOVERNO E “TROIKA” PRETENDEM FAZER EM 2014 E 2015 AGRAVARÃO A RECESSÃO ECONOMICA EM 4% (p.p.), SENDO FALACIOSAS AS PREVISÕES DE VITOR GASPAR DE CRESCIMENTO ECONOMICO E DE REDUÇÃO DO DESEMPREGO EM 2014 E 2015

RESUMO DESTE ESTUDO

A análise do período 2007-2013 e, em particular, do da “troika” e do governo PSD/CDS, revela uma destruição maciça do emprego em Portugal (gráfico 1). Em 6 anos (2007/2006) foram destruídos 702,4 mil, mas com a “troika” e o governo PSD/CDS tal tendência acelerou-se tendo sido destruídos 403,6 mil empregos nos dois últimos anos (65,6% do total). E nos últimos 2 trimestres (4ºT-2012 e 1ºT-2013) foram destruídos 232 mil empregos o que revela que o ritmo de destruição está a aumentar. Por essa razão, o número de portugueses com emprego tem diminuído significativamente (gráfico 2). Entre o 1º Trim. 2011 e o 1º Trim. 2013…

View original post mais 1.705 palavras