3) – C19 Upshot | Dumped Milk, Smashed Eggs, Plowed Vegetables: Food Waste of the Pandemic | Paulo Querido

David Yaffe-Bellany e Michael Corkery no NYT // Dumped Milk, Smashed Eggs, Plowed Vegetables: Food Waste of the Pandemic With restaurants, hotels and schools closed, many of the nation’s largest farms are destroying millions of pounds of fresh goods that they can no longer sell.

Que se passa? Milhões de litros de leite, milhões de vegetais frescos, toneladas de produtos alimentares estão a ser atirados para o lixo. O artigo foca os EUA e pressupõe o efeito da paralisação forçada pela pandemia. Mas o problema é muito maior.

O modelo insustentável do desperdício Ao contrário de alguma crença, os alimentos não estão a ser atirados fora apenas porque os produtores preferem isso a dá-los a quem precisa. O que está em causa não é tanto o modelo capitalista, mas toda a complexa organização da produção alimentar. A começar pela lógica geográfica, que empurrou a produção para demasiado longe dos locais de consumo. A rede de frio e de transportes é demasiado atreita aos contratempos e às crises duráveis.

Menos vegetais em casa Os hábitos alimentares também mudam, levando os produtores a alterar planos. Por exemplo: o consumo de vegetais frescos é menor em casa do que no restaurante.

Escolha e notas de Paulo Querido
ler artigo ☞

Marta Nebot no Público (ES) // Cristina Almeida, sobre la renta básica: “Aquí o nos salvamos todos o no se salva ni Dios” Porque tener poco, pero tener algo, va a hacerte sentir que no estás fuera de la sociedad y entonces vas a aportar más. Me parece fundamental porque puede cambiar la visión de la sociedad, si todos piensan que están bajo la protección del Estado y no que el Estado solo protege a los que cotizan o a los que están remunerados y no a los que no den nada porque no tienen nada, que los deja tirados… El Estado está para proteger a los más débiles y a los más vulnerables, por tanto la renta básica me parece fundamental y vital y como un acto de reconocimiento social del derecho de cada ciudadano a tener una mínima dignidad.

Do que se trata? Entrevista a Cristina Almeida, uma advogada defensora de presos políticos e trabalhadores. Entre muitos assuntos, fala da globalização que faltava: a das preocupações, que vem agora somar-se à dos interesses. Crê que o rendimento básico incondicional (RBI) é o instrumento para resolver as desigualdades presentes e sair da crise económica provocada pela pandemia.

O RBI é mesmo a solução? O RBI na verdade não eliminará nem reduzirá a desigualdade, na prática mantê-la-á e pode cristalizar o status quo, terminando de vez com um dos orgulhos da democracia, o “elevador social” (sendo esta a principal crítica, ou medo, de muita esquerda). Mas pelo menos seria uma medida inclusiva, protegeria todos. O upshot da crise de 2008-09 trouxe-nos o reforço financeiro e político das classes poderosas à custa do empobrecimento e da perda de direitos dos trabalhadores. O RBI afigura-se como um instrumento mais justo.

Escolha e notas de Paulo Querido
ler artigo ☞

Francis Lecompte no CNRS // Edgar Morin: “devemos viver com a incerteza” Não vivo em permanente ansiedade, mas espero que eventos mais ou menos catastróficos ocorram. Não estou a dizer que previ a epidemia atual, mas digo, há vários anos, que com a degradação de nossa biosfera, devemos preparar-nos para desastres. Sim, faz parte da minha filosofia: espere o inesperado.

De que se trata? Confinado em sua casa como a esmagadora maioria, o filósofo Edgar Morin deu uma entrevista interessante. Três pontos a reter da pandemia: compreendermos melhor o processo científico (que é ele próprio um combate de incertezas), vivermos com a incerteza e (re)encontramos alguma forma de humanismo.

Escolha e notas de Paulo Querido
ler artigo ☞

icfj.org// How is COVID19 Transforming Journalism? If journalism is to survive the pandemic, we will need quality research to help inform the recovery. This study aims to do just that. ler ☞

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.