Helena Ventura Pereira | sobre o texto de Carlos Matos Gomes – A justiça das multidões

É um texto soberbo, conciso, oportuno. Também me parece que há muita insanidade à solta. E muito “prazer de vingança”, muita vontade de destruição. Interesses que, na sombra, a toda a hora estão prontos para acender rastilhos.

Com as multidões enfurecidas, não há tempo de qualidade para se pesarem as questões essenciais.

A justiça das multidões | Carlos Matos Gomes | (dasculturas.com)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.