O que resta da bela gastronomia portuguesa | Jorge Alves

Depois de os dinossauros terem ido à vida, os processos de extinção tornaram-se moda. Tem sido um processo lento, mas inexorável. Parece que uma chuva de meteoros se abateu gradualmente sobre a Terra, acabando com os poucos prazeres que nos restavam. E não tenhamos dúvidas que uma das principais vítimas deste cataclismo tem sido a gastronomia. O que resta da bela gastronomia portuguesa, que fazia as delícias de qualquer gajo que se prezasse, que tinha o condão de transformar pesadelos em sonhos, que salvou, enfim, um sem-número de matrimónios? Quem ignora que o caminho mais curto para o coração de um homem passa através do seu estômago não sabe nada da vida. Por exemplo, antigamente um gajo deliciava-se com uma parrilhada de marisco. Tinha direito a tudo – sapateira, santola, gambas, navalheiras, amêijoas, mexilhão, percebes, polvo… enfim, era um fartar-vilanagem. Agora não. Vem para a mesa um mini-risotto de marisco e um gajo paga e não bufa. Ou melhor, paga para ver, que é para o que a comida gourmet serve. E que dizer do belo bacalhau à Zé do Pipo? Um gajo comia até cair para o lado! Agora pede-se bacalhau e levamos com uma lasca gratinada com legumes… Nem sequer é bom falar do opíparo cozido à portuguesa. Enfardar uma bela de uma farinheira, uma morcela, um chouriço, pernil, toucinho, tudo misturado com dois quilos de legumes lá da horta, isso agora só nos filmes a preto e branco. Um gajo senta-se, pede um cozido gourmet e lá vem um quarto de rodela (fininha…) de morcela, uma caganita de carne, três feijões, paisagem (pouca…) e uma factura de 50 euros. E que dizer de umas migas com ovos escalfados? Isso era quando um gajo engolia quatro ovos misturados numa panela recheada de delícias que enchiam a alma. Agora pedem-se migas e leva-se com meia dúzia de migalhas estrategicamente espalhadas pelo prato, misturadas com uma coisa verde, outra vermelha e um ponto de interrogação azul, para dar mais cor à coisa. Enfim, resta-me esperar que caia um meteorito (dos grandes…) na próxima conferência anual de chefs…

Jorge Alves

Retirado do Facebook | Mural de Jorges Alves

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s