O que devíamos todos era olhar para a América de Joe Biden | Paulo Querido

A questão ficará sem resposta uma vez que não temos forma de a responder: foi a extraordinária reversão política levada a cabo em três meses pela administração Biden que apagou Donald Trump do espaço público americano (e mundial), ou foi o facto de ter sido banido do Twitter, Facebook, Instagram e Youtube?

Podemos sempre dizer: é uma mistura das duas coisas. Ou apostar numa delas. Com todo o respeito pelo papel dos megafones, eu relevo a primeira. Porque o que Joe Biden fez à America é notável. Um terramoto que ainda não terminou e que terá réplicas. E uma completa surpresa — primeiro julguei que era uma questão minha, por achar que era tarefa muitíssimo difícil retirar as aspas que Trump colocou em Estados “Unidos” da América, depois percebi que está toda a gente de cara à banda.

Esperava-se uma administração bem menos enérgica, centrista e apaziguadora, a garantia de que Biden não era Sanders, um “socialista”, ai, vade retro. Um velhinho a preparar a Casa Branca para a sua vice, essa sim um poço de energia, Kamala Harris. E esperava-se porque toda a campanha foi isso: o partido democrata a adormecer o eleitorado no embalo do centrismo, o próprio Biden repetiu “I’m not a socialist” bastas vezes.

Peeeemmp!, wrong. Saiu na rifa uma administração revolucionária, não encontro palavra mais adequada. A coragem de dez Obamas, a competência de cinco Clintons.

Aliás, estes três meses transportaram-no para mais acima na escala dos presidentes: Biden é colocado ao lado de Franklin D. Roosevelt pela capacidade transformadora de ambos, pela liderança, pela projeção do futuro — e pelo investimento público maciço que redesenhou os EUA com o “new deal” em 1937 e vai redesenhar com o programa de infrasestruturagem de 2021. A revista francesa L’Obs fez dele capa com o título “o novo Roosevelt” e sintetiza: “para reconstruir uma economia mais igualitária e conter a ascensão da China, o novo presidente americano está a aumentar a despesa pública e a preparar um sistema fiscal mais justo, atingindo mais duramente os ricos e as multinacionais. Esta mudança ideológica fecha um longo parêntese neoliberal e apresenta à Europa novas escolhas”.

Isto é música para os nossos ouvidos: “apresenta à Europa novas escolhas”.

Não apenas a Europa. Em concreto os partidos de esquerda e os partidos de poder ou que lá queiram chegar têm nestes EUA todo um cardápio para deglutir.

  • Il met fin à 40 ans d’ultralibéralisme : Joe Biden, le nouveau Roosevelt. Na L’Obs.
  • Leader: A man of action. The US president’s economic radicalism shows how conservative orthodoxies are crumbling. Na New Statesman, a não perder!
  • Os 100 dias de Biden e a América Latina. Os primeiros três meses da administração Biden mostraram quais serão os eixos de sua política para a América Latina. Na Opera
  • Joe Biden e seus 100 dias de governo. “Diante das dúvidas sobre sua energia, o presidente mais velho da história do país bate recordes na vacinação contra a covid-19 (mais de 200 milhões de doses administradas). E em poucas semanas adotou um plano para apoiar a economia de 1,9 trilhão de dólares, antes de anunciar outro de infraestrutura por um valor equivalente. “Ele foi desvalorizado, mas isso se deve em parte a seus antecedentes. Durante sua carreira como senador, sempre favoreceu o pragmatismo e a mudança em pequenos passos”, comentou à AFP Julian Zelizer, professor de história da Universidade de Princeton. “Mesmo durante a campanha elogiou a moderação e a normalidade. De certa forma, mudou sua estratégia apostando numa maior ousadia. É uma estratégia que, do ponto de vista político, tem valido a pena”. Tradução da AFP pela Swissinfo
  • Aos 100 dias, Biden tem melhor nota do que Trump mas fica atrás de todos os outros. O Presidente dos EUA passa com distinção no combate à pandemia, contando com 33% de apoio entre os republicanos. Mas a apreciação geral continua a mostrar uma profunda divisão entre partidos, tal como aconteceu durante a Administração Trump. No Público

Paulo Querido in CERTAMENTE 25-04-2021

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.