POSTAL DO DIA | António Lacerda Sales | por Luís Osório

1.

Muito se falou na noite eleitoral da vitória esmagadora de António Costa.

Do modo como o PS conseguiu ganhar em todos os distritos – com a exceção da Madeira. Uma coisa que nunca acontecera na história da democracia. E muito se acentuou que Bragança, Viseu e Leiria eram objetivos que ninguém pensaria poder alcançar.

Então no distrito de Leiria era mesmo considerado impossível.

Nunca antes o PS lá vencera.

Aconteceu.

2.

E estou convencido de que a influência de António Lacerda Sales, secretário de Estado da Saúde e cabeça de lista no distrito, foi determinante.

Muitas vezes, as elites políticas e jornalísticas esquecem-se que as pessoas boas, as que passam uma imagem de bondade, seriedade e amor pelo próximo podem ser decisivas – esquecem-se do fator humano.

Lacerda Sales está nesse grupo.

3.

Lembro-me bem do dia em que chorou numa conferência de imprensa.

Depois de um longo janeiro de 2021, depois de tanto sacrifício na linha da frente, depois de tantos fantasmas, medos e dúvidas, anunciou ao país o primeiro dia sem mortes a registar.

(quando o disse não conseguiu aguentar as lágrimas)

Naquele imagem, naquele instante, António foi a imagem de um governo que estava connosco nos nossos medos, mas também na nossa esperança de que depois disto estaríamos mais próximos e seríamos mais solidários.

Ao chorar naquela conferência de imprensa mostrou empatia e humanidade.

4.

A mesma humanidade que o fez sair do gabinete para acudir uma motociclista que caíra em frente ao Ministério da Saúde. Fez-lhe os primeiros socorros e aguentou até chegar o INEM.

Quem o conhece sabe que é assim.

Um homem bonito, de forte compromisso ético e que nunca esquece o juramento no dia em que se formou em medicina

Na campanha em Leiria as pessoas abraçaram-no.

E não houve uma única voz agressiva à sua passagem, uma única pessoa recusou um papel ou uma palavra de António Lacerda Sales, o “senhor doutor”.

5.

Vale a pena ser assim.

E fico contente quando tal é reconhecido.

Mais do que uma vitória de um partido, em Leiria ganhou um homem bom.

Um homem que provou o quanto vale a pena ser um cavaleiro da esperança, o quanto vale ser alguém que chora como nós, o quanto é importante termos políticos em quem verdadeiramente confiamos.

António Costa tem agora a palavra.

Gostava, com toda a sinceridade, que fosse ministro.

LO

Retirado do Facebook | Mural de Luís Osório

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.