E uma Frente Insubmissa em Portugal, porque não ? | Joffre António Justino

E uma Frente Insubmissa em Portugal, porque não ?

O custo de vida, a inflação, os baixos salários, a pandemia, o encerramento de empresas a exploração desenfreada de imigrantes ( os mais escuros e ou de língua latina sul americana) só por si justificavam uma Frente Insubmissa.

Mas temos muitas mais razões para procurar aprender com Mélenchon porque na realidade vivemos num único planeta entre toda a nossa diversidade.

Tenho aprendido ainda mais sobre este mundo único, entre gente boa Bahai, que recusam a intervenção política, mas realmente nada como regressar aos dias internacionalistas e repensar em vez de rejeitar a Globalização.

As Esquerdas em Portugal entraram quase todas em circuito derrotista, umas, e em lógicas de caridadezinha feita, outras, e todas estas em absoluta submissão a uma democracia linha direitista expansionista estadunidense, este sr. Biden cujo problema não é ter dificuldade em andar (eu tenho), mas sim em pensar ( eu lá me vou esforçando).

As Esquerdas acima, fingem desconhecer que a inflação e o aumento do custo de vida vem da guerra na Ucrânia, e da venda de armas ( ultra concentração da riqueza) como há muito não se via !

Assim, o euro, a moeda Germano-Francesa hoje é, mais que nunca, tudo menos uma moeda dos Europeus e, pior, o mercado global, em especial o da energia, mostra a falência do modelo Germano Francês e daí a submissão da sra Leyen e do sr Scholtz ao sr. Biden.

Todos no fundo a verem as suas lideranças globais a irem para o caixote do lixo da História, daí o agarrarem-se desesperadamente à primitivíssima solução da guerra.

Na França a Frente Insubmissa marca um caminho de alternativa à guerra e por cá valia a pena buscarmos uma alternativa equivalente.

O catolicismo vaticanista, das Direitas às Esquerdas, domina o aparelho de estado português, domina as elites portuguesas, domina até os bairros país fora, via os luxuosos centros paroquiais para onde foram parte imensa das famosas verbas comunitárias, e na verdade a Esquerda Laica, os Laicos em geral estão cercados por esta filosofia caritativista de concentração da riqueza feita e para a mesma concentração gerada, e essa é a razão central do isolamento em que vive boa parte das Esquerdas, esses 25% que não alinham nos cenários guerreiros doentios à Zelensky!

Urge pois umas Esquerdas globais que se cruzem com as latino americanas, com as norte europeias (algumas ilegalizadas como sucedeu ao partido comunista da Ucrânia), com as Africanas, com as Asiáticas, etc, num princípio central de Unidade e Crítica, mas sempre centradas na ideia da diversidade dialogante,

Só umas tais Esquerdas podem reencontrar-se no terreno político social como alternativa quer às Direitas (das fascizantes às neo liberal-guerreiras) e essas Esquerdas sendo solidárias terão de se bater contra as visões à 3º milagre de Fátima que pululam por aí, e posicionarem-se a par do PCP contra estas investidas que apostam na destruição deste partido, como terão de ser alternativa às Esquerdas liberal-caritativistas que se esforçam por fazer desaparecer a conflitualidade social (a luta de classes enfim) por via do papel do Estado numa hipotética Concertação Social que hoje vive da mentira e da manipulação.

Não duvido que perante o lamentável fracasso – agora até guerreirista – do BE, em Portugal a liderança de uma Frente das Esquerdas se deve centrar no PCP, mas com a aplicação do princípio da Unidade e Crítica, encaminhará essa Frente para o ressurgimento de uma outra Esquerda ou Esquerdas que reconheçam sem drama o debate de ideias e a implementação de práticas inovadoras que potenciem a transformação económica social cultural e política do país.

Joffre António Justino | 11/05/2022

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.