A explicação da loucura, ou a explicação da ignorância ou a explicação das duas circunstâncias | Rodrigo Sousa e Castro

George Kennan, indiscutivelmente o maior estrategista de política externa dos Estados Unidos, o arquiteto da estratégia americana de guerra fria. Já em 1998, ele advertiu que a expansão da OTAN era um “erro trágico” que deveria provocar uma “má reação da Rússia”.

Depois, há Kissinger, em 2014

 Ele alertou que “para a Rússia, a Ucrânia nunca pode ser apenas um país estrangeiro” e que o Ocidente, portanto, precisa de uma política que vise a “reconciliação”. Ele também foi inflexível que “a Ucrânia não deve aderir à OTAN”

Este é John Mearsheimer – provavelmente o principal estudioso geopolítico nos EUA hoje – em 2015:

 “O Ocidente está levando a Ucrânia pelo caminho da primavera e o resultado final é que a Ucrânia vai ser destruída [… ] O que estamos fazendo é de fato encorajar esse resultado.”

Este é Jack F. Matlock Jr., embaixador dos EUA na União Soviética de 1987-1991, alertando em 1997 que a expansão da OTAN foi “o erro estratégico mais profundo, [encorajando] uma cadeia de eventos que poderia produzir a mais séria ameaça à segurança [ …] desde o colapso da URSS”

Este é o secretário de Defesa de Clinton, William Perry, explicando em suas memórias que para ele o alargamento da OTAN é a causa da “ruptura nas relações com a Rússia” e que em 1996 ele se opôs tanto a isso que “na força de minha convicção, considerei renunciar “.

Noam Chomsky em 2015, dizendo q “a ideia de que a Ucrânia pode se juntar a uma aliança militar ocidental seria bastante inaceitável p qualquer líder russo” e q o desejo da Ucrânia de se juntar à OTAN “não está protegendo a Ucrânia, está ameaçando a Ucrânia com uma grande guerra”.

Stephen Cohen, um famoso estudioso de estudos russos, alertando em 2014 que “se movermos as forças da OTAN para as fronteiras da Rússia […] obviamente vai militarizar a situação [e] a Rússia não vai recuar, isso é existencial”

Este é o famoso jornalista russo-americano Vladimir Pozner, em 2018, que diz que a expansão da OTAN na Ucrânia é inaceitável para os russos, que deve haver um compromisso em que “a Ucrânia, garantidamente, não se torne membro da OTAN”.

Mais recentemente, pouco antes do início da guerra, este é o famoso economista Jeffrey Sachs escrevendo uma coluna no FT alertando que “a ampliação da OTAN é totalmente equivocada e arriscada. compromisso com a Rússia.”

É justo dizer que raramente houve um conflito que tantos pensadores estratégicos do outro campo viram e advertiram por tantos anos, mas tiveram seus conselhos ignorados.

Isso levanta a questão: porquê?

A minha resposta é;

Temos aqui a explicação da loucura, ou a explicação da ignorância ou a explicação das duas circunstâncias.

Retirato do Facebook | Mural de Rodrigo Sousa Castro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.